Para ouvir, refletir e compartilhar o Evangelho do dia com Padre Mario

Quarta - 03-06-15

   
Ano da Misercórdia

Comentário da Bula

do Ano da Misericórdia

No passado dia 3 de março, durante a celebração penitencial na Basílica de São Pedro, o Papa Francisco anunciou a realização de um Ano Jubilar Extraordinário da Misericórdia, que terá início no dia 8 de dezembro, com a abertura da Porta Santa, no Vaticano, e terminará no dia 20 de novembro de 2016, Festa de Cristo Rei. Agora, neste sábado 11 de abril, por ocasião das primeiras vésperas do domingo da Divina Misericórdia (12 de abril, segundo Domingo de Páscoa), o Papa Francisco faz a publicação da Bula de proclamação do Jubileu, intitulada "Misericordiae Vultus" (o rosto da misericórdia): nela o Papa explica as motivações por detrás do Ano Jubilar e indica as diretrizes para vivê-lo da melhor maneira.

A Bula divide-se basicamente em três partes: na primeira, o Papa Francisco aprofunda o conceito de misericórdia; na segunda, oferece algumas sugestões práticas para celebrar o Jubileu, enquanto que a terceira parte contém alguns apelos. A Bula termina com a invocação a Maria, testemunha da misericórdia de Deus. Durante as primeiras vésperas, uma cópia da Bula foi entregue pelo Papa aos representantes da Igreja espalhada em todo o mundo.

Na Bula o Papa sublinha antes de tudo que a abertura da Porta Santa da Basílica Vaticana terá lugar aos  8 de dezembro, por duas razões: primeiro, porque a data coincide com a Solenidade da Imaculada Conceição de Maria, daquela que Deus quis "santa e imaculada no amor" "para não deixar a humanidade sozinha e à mercê do mal". Em segundo lugar, o dia 8 de dezembro coincide com o 50° aniversário da conclusão do Concílio Vaticano II, que derrubou "os muros que durante muito tempo haviam fechado a Igreja numa cidadela privilegiada", levando-a  a "anunciar o Evangelho de um modo novo", usando  - como dizia João XXIII -  "o remédio da misericórdia em vez de assumir as armas do rigor”.

Na segunda parte o Papa dá algumas indicações práticas para viver em plenitude espiritual o jubileu extraordinário, tais como: realizar uma peregrinação, não julgar e não condenar mas perdoar e dar, abrir o coração às periferias existenciais, realizar com alegria as obras de misericórdia corporais e espirituais e incrementar nas dioceses a iniciativa da oração e penitência “24 horas para o Senhor”. E o Papa dedica um parágrafo especial para o tema da remissão dos pecados desejando, antes de tudo, que os confessores sejam um verdadeiro sinal da misericórdia do Pai e se tornem eles próprios penitentes em busca de perdão. O Papa anuncia também que durante a Quaresma do Ano Santo ele enviará os Missionários da Misericórdia, ou seja, sacerdotes a quem será dada “a autoridade de perdoar também os pecados reservados à Sé Apostólica”.

Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 73

Menu

Mural de Recados

Paróquia São Sebastião
18/03/2015 às 14h23
Entidade Religiosa
Jlle

Mutirão de Confissões Na próxima segunda dia 23 de março a partir das 19:00hs acontece o Mutirão de Confissões na Matriz São Sebastião. Venha, traga sua família e participe; prepare seu coração para celebrar bem a Páscoa do Senhor! [...]

Ver recado completo »